F1: A Construção da cultura de liderança para vencer.

Atualizado: há 6 dias

"Para quem curte e para quem não curte os super carros dando voltas e mais voltas nas pistas, as lições que podemos aprender são realmente de grande valia para os negócios e gestão de equipes."

Minha paixão pelo automobilismo é uma mola propulsora para ajudar empreendedores e empresas a construírem equipes fortes, treinando habilidades e competências comportamentais, através de minhas palestras e workshops sobre desenvolvimento, performance, inteligência emocional.


Abaixo quatro dicas que podem ser uma luz na gestão de sua equipe:


1. Lidere pelo exemplo e admita quando estiver errado.

O chefe da equipe da mercedes Totto Wolff deu uma mostra da integridade, falou sobre como admitir quando você está errado e ser auto-reflexivo. Podendo ser uma ferramenta muito poderosa quando se fala com membros da sua equipe. Ao se abrir, os outros também têm espaço para admitir quando estão errados. Isso pode levar a criação de uma cultura de transparência brutal e honesta - o que, em última análise, é melhor para a equipe, pois eles podem mudar os processos mais rapidamente se não estiverem encobrindo problemas. No geral, afirma Toto, a equipe da Mercedes não tem cultura de culpa e seu mantra em todos os departamentos é "Veja, diga, corrija!".


2. Mindfulness - Incentivando a equipe a permitir tempo para pensar longe da tecnologia.

Em um setor complexo como o automobilismo, o esgotamento é sempre uma possibilidade realista que Toto e sua equipe de gerenciamento estão cientes e desejam evitar dentro da equipe.

Para ajudar a resolver isso, eles incentivam sua equipe a tirar um tempo da tecnologia. Isso não apenas ajuda a evitar o cansaço, mas também contribui com a criatividade e a atenção, permitindo que você reserve um tempo para refletir.

Toto lidera o exemplo disso e, em um voo de regresso do Grande Prêmio da Austrália para a base da equipe no Reino Unido, não utilizou nenhuma tecnologia durante todo o voo. Ele apenas sentou e refletiu. Disse que é nesses momentos em que você pode realmente se questionar e entender a si mesmo. Além de encorajar ativamente os membros da equipe a agendar um horário para, literalmente, levantar os pés e refletir.

3. Ser humilde na vitória.

Quando você está ganhando o tempo todo é muito fácil ficar arrogante e complacente. De fato, vemos muitos exemplos disso no esporte. Uma declaração de um chefe de equipe de anos atrás: "Nós simplesmente não sabemos como perder!." Tudo está muito bem, mas você também sabe ganhar? Ser o melhor pode realmente ser o lugar mais difícil, pois você é o ponto de referência para todos os outros - mas onde está o seu ponto de referência?


O chefe da Mercedes acredita que você deve permanecer humilde na vitória e continuar analisando aonde tudo deu certo e também áreas nas quais você ainda pode melhorar.

4. Lidar com o medo da falha.

O medo do fracasso é um grande problema para muitos de nós, tanto nos negócios, quanto na vida pessoal. No que diz respeito à Mercedes, Toto se pergunta: “Qual é o pior cenário para o fracasso?” A resposta é que a Mercedes pode não vencer uma corrida. Ele então tem que questionar: esse cenário é realmente tão ruim assim? Sim, ele não quer que isso aconteça toda semana, mas ele pode pensar em muitas coisas piores para os negócios, como por exemplo um Brexit sem acordo. Que impactará os negócios e seus funcionários, potencialmente, muito mais.


Dica bônus


Em uma cultura vencedora como evitar a complacência? Como encontrar o referencial? Como continuar motivando a equipe e toda a liderança a continuar a vencer? Que tal uma palestra e falarmos sobre esses pontos e outros pontos para melhoria de sua equipe?


#liderança #trabalhoemequipe #teamwork #palestrascorporativas #inteligenciaemocional #equipedevalor #qualidadedevidanotrabalho #RH #rhestratégico


0 visualização

Mídias

Nossa Política de Privacidade 

Inspiração & Performance

11 - 99295 8328

2019 - 2020 - Direitos Reservados Anderson Williams Palestrante